quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Minha infância foi feliz e, colorida também

Site da imagem: www.bvl.org.br
Não sei se é algo possível, mas creio eu que não existe alguém que não conheça a Turma da Mônica. Pelo menos acredito que isso não aconteça com pessoas mais velhas que eu, ou até mesmo da mesma idade. O que pode ocorrer, é de pessoas mais novas não saberem quem são. 
Bom, não sei vocês, mas eu cresci colorindo livrinhos, vendo filmes - em "fita cassete", comprando gibis na realidade quem comprava era minha mãe dessa turma e posso dizer que isso me ajudou de alguma forma, rs eu lia bastante e aquilo era algo prazeroso, ninguém me mandava "treinar a leitura", eu lia porque era divertido e, natural. Minha mãe ia em um sebo, e comprava uns 5 gibis por vez, e toda vez era uma alegria, imaginem. Capa nova, histórias novas.
E é engraçado que eu sempre vi como a "Turma da Mônica", até pouco tempo atrás, e não associava isso ao seu grande criador: Maurício de Souza. Claro, que todo o sucesso se deve aos personagens, mas a ideia e todo o enredo é dele, então palmas a ele! Como os personagens são, em sua maioria, crianças, por volta de seus 7 anos de idade - com exceção da versão da turminha jovem-, na minha mente ficou fixado algo que me fizesse sempre pensar que a Turma da Mônica é algo novo, quando na realidade já existem há 52 anos. Pois é, foi "criada" em 1963. 
- Por que aspas?
Porque a Mônica já existia na vida real: é a filha do Maurício de Souza. Ou seja, o autor se inspirou nela para elaborar um dos personagens, e em suas outras duas filhas para desenvolver outros dois personagens. 
Onde quero chegar com isso? 
Bom, estava fuçando algumas exposições que terão agora, nesse último trimestre e me deparei com algumas muiiito legais! Pelo menos me chamaram muito a atenção e com certeza, quero ir! E entre elas, está a exposição da Turma da Mônica em homenagem aos 80 anos de Maurício de Souza, grátis. Quando me deparei com esse evento, me surpreendi por duas coisas: por ser entrada franca e, com a idade do Maurício. NEVER imaginei que ele já estava com essa idade, está tão conservado.
A exposição já teve início agora, em 15 de setembro e vai até dia 15 de dezembro, mas no dia 27 de outubro será o dia em que o autor estará no local! Essa exposição está no Centro Cultural São Paulo (CCSP), cujo endereço é o seguinte: Rua Vergueiro, 1000, Bairro da Liberdade, Zona Oeste, São Paulo e os horários são os seguintes: de terça, quarta, quinta e sexta-feira, das 10h00 às 20h00, de sábados e domingos, das 10h00 às 18h00.
Bom, achei válido dar essa dica pra vocês, caso gostem, vale super a pena!

Um beijo, ♥